domingo, 19 de abril de 2009

O fantasma da Opera...


Todo o fantasma, toda a criatura de arte, para existir, deve ter o seu drama, ou seja, um drama do qual seja personagem e pelo qual é personagem. O drama é a razão de ser do personagem; é a sua função vital: necessária para a sua existência.


A arte é visão ou intuição. O artista produz uma imagem ou um fantasma: e quem aprecia a arte volta o olhar para o ponto que o artista lhe indicou, observa pela fenda que este lhe abriu e reproduz dentro de si aquela imagem.


Ideias ousadas são como as peças de xadrez que se movem para a frente; podem ser comidas, mas podem começar um jogo vitorioso.


Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Sigmund Freud

Um comentário:

Fabi disse...

Essa foto sua e da minha gatinha é a mais linda do blog, kkkkkk, adoruuuuuuuu.